Tarifa social de energia elétrica deve ser divulgada nas conta de luz, diz lei carioca

A norma foi sancionada pelo governador em exercício do Rio de Janeiro, Claudio Castro , no último dia 7. Entenda

Os critérios e documentos para concessão do direito ao benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica devem, obrigatoriamente, ser divulgados de forma ampla pelas concessionárias de energia elétrica do Estado do Rio de Janeiro. A determinação está prevista na Lei 9.171/21, que foi sancionada pelo governador em exercício, Cláudio Castro, e publicada no Diário Oficial do Estado do último dia 7.

O objetivo da medida é conceder acessibilidade a todos os consumidores e usuários do serviço que se enquadrem nos critérios da Lei nº 12.212/2010. A lei é assinada pelos deputados Zeidan (PT), Jair Bittencourt (PP), Max Lemos (PSDB), Fábio Silva (DEM), Mônica Francisco (PSol), Dionísio Lins (PP), Gustavo Schmidt (PSL) e pelos deputados licenciados Bruno Dauaire e Jorge Felippe Neto.


Leia também

Governo edita MP para reduzir tarifas de energia elétrica até 2025

O mercado de saúde e o difícil exercício de análise de dados na pandemia


“A Tarifa Social de Energia Elétrica beneficia a população de baixa renda usuária dos serviços de energia elétrica. Ocorre que, em virtude das audiências públicas realizadas durante a CPI para apuração de irregularidades, verificou-se que muitos consumidores não tinham qualquer conhecimento sobre o direito à referida tarifa. Essa falha deve ser suprida pelas empresas distribuidoras de energia elétrica”, justificam os autores.

Quer saber mais sobre a lei? Veja no link.