Americanos não poderão mais baixar os aplicativos TikTok e WeChat

Governo alega prática de espionagem e uso indevido de dados dos usuários

TikTok

A partir deste domingo (20) o TikTok e o WeChat serão banidos dos EUA. O anúncio das restrições foi feito pelo Departamento do Comércio dos Estados Unidos, que usou a justificativa de os aplicativos chineses “representarem uma ameça à segurança nacional” do país.

TikTok, WeChat e outros aplicativos chineses estão sob suspeita de espionagem há últimos meses pelo governo americano. O presidente Donald Trump condena as práticas de privacidade dos aplicativos, que espionariam e utilizariam de forma indevida os dados de usuários americanos.

“Tomamos ações significativas para combater a maliciosa coleta de dados de cidadãos americanos”, disse o comunicado.

Com a decisão, os cidadãos americanos não encontrarão mais a opção de fazer o download do TikTok nas lojas de aplicativos. Quem já tem a rede social instalada poderá continuar usando normalmente, pelo menos por enquanto, mas as atualizações estarão restritas.

No caso do aplicativo que tem como principal função a troca de mensagens, o Wechat, os Estados Unidos informaram que vão proibir “qualquer provisão de hospedagem de internet que habilite o funcionamento ou otimização do aplicativo” no país.

Venda dos serviços do TikTok

O conflito chegou a ser considerado próximo de uma resolução no início desta semana, quando a Oracle, empresa de tecnologia americana, anunciou nesta que seria “provedora oficial da tecnologia chinesa nos Estados Unidos”. Porém, a negociação depende ainda do aval de Trump, e o embate voltou a esquentar.

Outras empresas como a Microsoft chegaram a se interessar pela venda das operações nos Estados Unidos. A proposta, porém, foi recusada pela ByteDance, atual dona do TikTok.

Aplicativo já foi banido na Índia

Não é só com os Estados Unidos que o TikTok enfrenta problemas. O aplicativo foi banido da Índia em junho com a justificativa de que estaria “roubando e transmitindo dados de usuários de maneira clandestina e não autorizada”.

Além do TikTok, outros 58 aplicativos, incluindo o Wechat, foram banidos do país. “Os aplicativos são prejudiciais à soberania, integridade e defesa da Índia, segurança do Estado e ordem pública”, afirmou, à época, o Ministério da Tecnologia da Informação do país .