Amazon apaga avaliações de produtos que teriam sido compradas

Cerca de 20 mil avaliações de produtos foram removidas do site da Amazon no Reino Unido após denúncia

avaliação de produtos

Para concluir uma compra na internet, a maioria dos consumidores fazem pesquisas e buscam por avaliações de produtos para ter certeza de que está fazendo a escolha certa. O problema é se as informações não forem completamente verdadeiras. Recentemente, a Amazon removeu cerca de 20 mil dessas avaliações de seu site após uma denúncia de que elas teriam sido pagas para serem feitas.

O caso aconteceu no Reino Unido após uma reportagem do Financial Times revelar um esquema que estaria envolvendo nove dos dez principais revisores da Amazon no país. Eles teriam avaliado com cinco estrelas produtos de marcas chinesas pouco conhecidas e que, posteriormente, foram encontrados em grupos e fóruns do Facebook que oferecem brindes ou pagamentos em troca de uma boa classificação no site da Amazon.

Para as marcas, obter boas avaliações de seus produtos na plataforma da Amazon é importante porque o algoritmo usa isso como base para classificar itens e até colocar neles o rótulo de “escolha da Amazon” – o que impulsiona as vendas. Não à toa, um levantamento realizado pela University of Southern California (USC) e pela University of California, Los Angeles (UCLA), identificou mais de 2,5 mil grupos em fóruns e no Facebook com o intuito de conquistar boas avaliações.

A Amazon respondeu a denúncia com um comunicado, dizendo que investiu mais de US$ 500 mi, tanto em software quanto em equipe, para combater a fraude e abuso online em 2019, e que espera que seus clientes tenham confiança na plataforma.